CEE-72
Visão geral do 1º Congresso de Educação de Essencialidades

Conforme noticiado pelo Núcleo de Aprendizagem de Bauru, ocorreu, no início de julho último, na cidade de Bauru-SP, o 1º Congresso de Educação de Essencialidades (CEE) do Sistema Tempo de Ser (STS). Foi momento marcante e inédito na expansão do Sistema Tempo de Ser, com grande presença de sua Comunidade. O evento trouxe programação que demonstrava a consolidação das realizações experimentadas, vividas, observadas e descritas até o final do primeiro semestre deste ano, bem como as diretrizes para sua continuidade.

A temática central do evento era “A importância do que eu estou vivendo no Sistema Tempo de Ser”, com vários subtemas. No primeiro dia, após a abertura oficial do evento, os representantes do Conselho Deliberativo do STS, Lucas da Costa e Marlete Wildemberg, fizeram abordagem contextualizada sobre a temática central.

Na sequência, ainda no primeiro dia (04-07), em momento inovador e inédito, as duplas, responsáveis pelo desenvolvimento do eixo temático da atividade de área existente em cada Núcleo de Aprendizagem constituído, trouxeram e apresentaram conteúdo significativo, embasado em texto prévio que acompanhou a referida programação.

Camila Coimbra e Paulo de Tarso Alves Barbosa, a dupla do Núcleo de Aprendizagem de Birigui, discorrendo sobre a Necessidade e Funcionalidade da Reencarnação, falaram da reencarnação e do aprimoramento da pessoa humana, como plataforma de manifestação psíquica, além de subtemas como: introdução; visão geral da reencarnação; plataforma de manifestação da psique: do mineral ao hominal; o aprimoramento da pessoa humana através das reencarnações; a reencarnação e a pessoa humana viabilizam o autoconhecimento; considerações finais e referências bibliográficas.

 José Lídio Alves dos Santos e Roberta Nascimento, a dupla do Núcleo de Aprendizagem de Bauru-SP, no eixo temático Conviver, Sobreviver e Sentir (CSS), trouxeram abordagem sobre o CSS à luz d’A Rota da Seda, valendo-se da obra de Lewis Carrol, Alice no País das Maravilhas, para ilustrar o desenvolvimento do conteúdo apresentado.

Sobre O Inconsciente e a Autoconsciência, a dupla Márcia Pessoa e Paulo Eduardo Miranda Costa, do Núcleo de Aprendizagem de Londrina-Pr, falando de experiências próprias, no percurso já desenvolvido no STS, abordou sobre a Atribuição: um novo ensaio sobre a cegueira.

O Núcleo de Aprendizagem de Presidente Prudente-SP, através da dupla de educadoras Silvia Marcela Bossoni Souza e Juliane Isper Campos, na atividade de área denominada Psiquê – O Autoconhecimento como Necessidade Evolutivo-Progressiva, falou sobre a espécie humana (questionando: Que sou?) e o seu desenvolvimento, para desaguar no STS como uma organização social.

E, por fim, apresentou-se a dupla Marisa Pisani Perez e Daniela Gomes de Albuquerque Ferreira, do Núcleo de Aprendizagem de São José dos Campos-SP, na atividade de área Mediunidade, Vida e Sensibilidade, abordando A Vida, a sexualidade e suas manifestações.

O final do primeiro dia foi marcado com a Mesa de Discussões, composta por todas as duplas acima citadas, além de Lucas da Costa e Marlete Wildemberg, integrantes do Conselho Deliberativo, e do Coordenador Geral do STS, Edenilson Felício Passelli, ocasião em que puderam responder a algumas das inúmeras questões formuladas pelos presentes, referentes às temáticas desenvolvidas, respectivamente. Foi um momento enriquecedor no processo de autoconhecimento. Não foi possível exaurir a discussão de todas as questões feitas no tempo destinado a essa atividade, mas as questões não discutidas serão posteriormente encaminhadas pelos fluxos respectivos.

No dia seguinte, (05-07), iniciou-se com a temática A Metodologia da Prática de Inteligência Mediúnica (PIM), tratada por Lucas da Costa e Marlete Wildemberg, e, na sequência, as educadoras de PIM institucional, Cláudia Carvalho (NA-BRU) e Cláudia Zacarias (NA-SJC), trouxeram abordagem da visão geral sobre como a PIM contribui para o autoconhecimento, finalizando com o desenvolvimento de estudo de caso, comprovando, com a prática, o exposto teoricamente.

Já caminhando para o encerramento de mais essa jornada da comunidade Tempo de Ser, foi desenvolvida a temática alusiva à Atividade Institucional “As Fases Existenciais e o Educador de Essencialidades (FEEE) por Lucas da Costa, com a participação da Equipe de Amor à Luz (EAL). Antecipou-se ao leitor que, posteriormente, todos os textos mencionados acima serão aqui disponibilizados para consulta por quem interessar.

Clique nas fotos para ampliar

Organizado pela Equipe de Comunicação do Sistema Tempo de Ser

Compartilhe!
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestEmail this to someone